Curia Generalis Ordinis Fratrum Minorum Capuccinorum

Log in
updated 10:39 PM CET, Dec 9, 2017

Casa de Jerusalém

Descrição

Em 1933 os superiores gerais decidiram construir uma casa em Jerusalém (subúrbio de Talbiye). Ela deveria servir de hospedagem para os nossos jovens que viessem especializar-se nas ciências bíblicas e para os nossos frades em visita à cidade santa. Daquela época até pela metade dos anos 80 houve um período de tranqüilidade, interrompido apenas pelo fato que grande parte do terreno e da construção foi requisitada pelo governo de Israel quando da constituição do Estado Novo (1948).

Pelos anos 80 o Ministro Geral e seu Definitório pensaram ser mais que oportuno enfrentar e resolver a situação da casa com todos os problemas conexos. Depois de um longo processo legal, o governo de Israel deixou livre a nossa propriedade, restituindo-a à Ordem após um período de sessenta anos. A propriedade e o convento estão situados num ponto estratégico da cidade, a cerca de quinze minutos de caminhada da Cidade Velha. O terreno onde está o convento tem dez mil metros quadrados.

A Ordem se propõe valorizar da melhor forma esse lugar privilegiado. Procurará fazê-lo sob três aspectos complementares, que deverão incluir os três elementos seguintes:

  • um novo convento para ao menos 15 frades: a fraternidade estável, os confrades de passagem e os frades que residem em Jerusalém por motivos de estudo;
  • uma hospedaria para umas sessenta pessoas: centro para acolhida de peregrinos da Terra Santa e para a formação permanente dos frades;
  • um centro residencial com contratos de aluguel de longo prazo.

Centro de Espiritualidade

Eu Sou a Luz do Mundo

 

1A casa, inaugurada em setembro de 2010, situa-se na Jerusalém nova, diante do muro ocidental no bairro residencial de Talbye, com visão privilegiada das muralhas ocidentais da cidade velha, da abadia da Dormitio Maria sobre o Monte Sinai, do campanário da igreja russa no Monte das Oliveiras, tendo ao horizonte as montanhas da Jordânia. A propriedade compreende ainda um belíssimo jardim espaçoso com plantação de oliveiras. Pode-se ir ao Santo Sepulcro a pé em vinte minutos- “a distância de um terço do rosário”, dizia Frei Pasquale Rota- atravessando os jardins municipais, entrando na cidade velha pela Porta de Jafa. A casa dispõe de quartos individuais e duplos, todos com toalete e pode receber até 25 pessoas.

2A comunidade oferece uma acolhida fraterna com participação à oração e partilha das refeições e pequenos serviços. Os frades da comunidade estão à disposição dos hóspedes (frades e peregrinos) para as várias necessidades.

3É possível celebrar a Eucaristia privadamente, com prévia reserva, no Santo Sepulcro/Calvário e na Gruta da Natividade em Belém e noutros locais.

4Os frades da comunidade estão dispostos para uma visita guiada personalizada aos lugares santos em Jerusalém e entorno (Belém, Ein Karim, Emaús, Jericó...); conforme o desejo e tempo disponível dos hóspedes. Organizam-se ainda, quando solicitado, excursões de um ou mais dias na Galiléia( Nazaré, Monte Tabor, Monte das Bem-Aventuranças, Tábga, Cafarnaum, Magdála...). Para deslocamentos com grupos superiores a 6 pessoas, será providenciado aluguel de transporte com motorista.

5Encontros de aprofundamento (personalizados por temática e tempo disponível) de Sagrada Escritura, Arqueologia, etc., são possíveis sob prévia requisição.

6São múltiplas as ocasiões de participar às liturgias quotidianas ou festivas, segundo o calendário e às iniciativas diversas promovidas pelo Patriarcado, pela Custódia da Terra Santa e por cada família religiosa presente em Jerusalém.

7Há também a possibilidade de visitas às obras de assistência social cristãs: Cáritas, Baby Hospital, Creche de Belém.

Contato

Última modificação em Segunda, 26 Setembro 2016 01:34