Ordo Fratrum Minorum Capuccinorum

Log in
updated 10:02 PM CET, Dec 11, 2019

Congresso Internacional de Estudos em Veneza

Congresso Internacional de Estudos em Veneza

No contexto das celebrações pelo Ano Laurenciano, no quarto centenário da morte do Santo capuchinho (Carta circular do Ministro Geral Fr. Mauro Jöhri, 21 de julho de 2018), aconteceu em Veneza, de 17 a 19 de outubro de 2019, o Congresso Internacional de estudos intitulado “San Lorenzo da Brindisi, ‘Doctor apostolicus’ nell’Europa tra Cinque e Seicento” (São Lourenço de Bríndisi, “Doctor Apostolicus” na Europa entre os séculos XVI e XVII).

O lugar histórico de Veneza, onde o jovem Lourenço conheceu os Capuchinhos, optando em seguida para ingressar na Ordem e onde viveu em diversas fases da sua vida, acolheu os numerosos conferencistas e participantes, que puderam apreciar a beleza única e sugestiva do complexo conventual, com a pequena parte original (em torno de 1540) e a sucessiva, muito mais ampla (em torno de 1595), além do Templo do Santíssimo Redentor (construído a mando do governo da Sereníssima República como promessa pelo livramento da peste e consagrado em 1592), da Biblioteca, dos claustros, do jardim e da encantadora laguna.

O comitê científico do Congresso era composto pelos confrades capuchinhos Fr. Gabriele Ingeneri, outrora membro do Instituto Histórico de Roma e hoje Diretor da Biblioteca Provincial dos Capuchinhos de Trento, Fr. Vincenzo Criscuolo, Relator Geral da Congregação para as Causas dos Santos e conhecido pelos seus trabalhos de caráter histórico, e Fr. Alessandro Carollo, atualmente Prefeito do Instituto Teológico Interprovincial “Laurentianum” de Veneza.

A participação no Congresso foi notável: cerca de vinte conferencistas da Itália e da Europa, com convidados ilustres, como o Patriarca de Veneza, S. Ex.a Rev.ma Dom Francesco Moraglia, o Embaixador da Hungria junto à Santa Sé, Ex.mo Sr. Eduard Habsburg-Lothringen (descendente da família imperial dos Habsburgos, que teve contatos frequentes e amigáveis com o santo brindisino), o Ministro Provincial de Veneza, Fr. Roberto Tadiello, e o Conselheiro Geral Fr. Francesco Neri, representando o Ministro Geral, Fr. Roberto Genuin, impossibilitado de participar; todos os Ministros da Conferência dos Capuchinhos italianos (CIMPCap), presentes em Veneza pela sua Assembleia anual; os estudantes do Instituto Teológico, junto com alguns docentes; os jovens do Postulado interprovincial de Lendinara (Rovigo), acompanhados pelos seus formadores; numerosos frades capuchinhos, além de estudiosos e leigos interessados provenientes de toda a Itália. No total, em cada um dos dias do Congresso, compareceram mais de cem pessoas, a maioria das quais foi hospedada nos quartos do convento do SS. Redentor.

As conferências, vivamente apreciadas pelo alto nível científico (abaixo, pode-se ler o elenco detalhado), cobriram os vários âmbitos relativos à vida e à santidade de Lourenço de Bríndisi. Após ter oferecido o quadro histórico e religioso da Europa no período da Reforma católica e protestante, algumas conferências aprofundaram os contatos do santo brindisino com cristãos e judeus, de um lado, e com as monarquias reinantes da época, do outro. Particular atenção foi dada à difusão da Ordem Capuchinha além dos Alpes promovida por São Lourenço, de modo especial, na Áustria e na Boêmia, pondo em evidência tanto o seu modo de governar quanto sua atividade de pregador e polemista, como também o seu influxo na devoção popular, sobretudo na Espanha. Os aprofundamentos de caráter teológico foram reservados a algumas das suas obras mais importantes: o Mariale (coletânea das suas pregações de caráter mariológico), a Explanatio in Genesim (comentário aos primeiros onze capítulos do Gêneses, a partir dos textos em língua hebraica, grega e latina, e levando em conta a tradição rabínica) e um curioso opúsculo juvenil sobre o significado simbólico dos números bíblicos, o De numeris amorosis. O Congresso se encerrou oferecendo uma panorâmica sobre o processo de canonização e sobre a iconografia do santo.

Graças à contribuição dos estudiosos, foi possível reconstruir uma imagem “em três dimensões” do santo Doutor da Igreja, tão importante como bem pouco conhecido fora dos ambientes acadêmicos: conhecedor atento das línguas antigas (hebraico, grego, aramaico), pregador nas capitais da Europa do tempo em latim, italiano e alemão, homem de memória prodigiosa, pregador e exegeta, teólogo e escritor prolífico (a sua Opera Omnia em 12 volumes e 15 tomos foi editada pelos Capuchinhos vênetos entre 1928 e 1956, em vista da proclamação a Doutor da Igreja), homem de governo na Ordem (Provincial e Comissário em diversas Províncias italianas e europeias, Ministro e Definidor Geral), diplomata e embaixador, defensor dos pobres, místico da Eucaristia, peregrino pelas estradas da Europa e, sobretudo, humilde frade filho de Francisco de Assis, São Lourenço é testemunha excelente da vitalidade do carisma capuchinho na igreja e no mundo de hoje.

Deram um valor a mais ao Congresso outras iniciativas predispostas pelo Comitê organizador, como a visita guiada ao convento e à igreja, a mostra sobre o santo brindisino, com uma seleção de seus manuscritos autógrafos (o Mariale e a Explanatio in Genesim) e de outros objetos pertencentes a ele, e um concerto com músicas e cantos religiosos, entre outros, dos compositores Claudio Monteverdi e Girolamo Frescobaldi, com dois hinos dedicados a São Lourenço, sobre o texto de Fr. Fedele da Zara e música de Fr. Mariano Miolli, ambos capuchinhos.

Ao término de cada dia, Fr. Gabriele Ingegneri, em nome do Comitê científico, pôde captar a viva satisfação dos participantes, garantindo que os Autos do Congresso serão publicados em breve tempo, para favorecer a mais ampla difusão das conferências dos estudiosos.

Fr. Alessandro Carollo, OFMCap

Vídeos

Ver as galerias de fotos completas do congresso:

Congresso Internacional de Estudos em Veneza, 17 a 19 de outubro de 2019

Saudações

  • Fr. Roberto Tadiello, Ministro Provincial da Província Vêneta
  • Fr. Francesco Neri, Conselheiro Geral
  • S. Ex.a Rev.ma Dom Francesco Moraglia, Patriarca de Veneza
  • Ex.mo Sr. Eduard Habsburg-Lothringen, Embaixador da Hungria junto à Santa Sé
  • Fr. Gianfranco Palmisani, Presidente da CIMPCap

Conferências

  • S. Ex.a Rev.ma Dom Sergio Pagano, Arquivo Secreto Vaticano: La Chiesa cattolica romana e le divisioni religiose in Europa tra Cinque e Seicento.
  • Paolo Broggio, Universidade Roma3 (Roma): Impero, Francia, Spagna e Penisola Italiana tra Cinque e Seicento: situazione politica.
  • Adelisa Malena, Universidade Ca’ Foscari (Veneza), San Lorenzo da Brindisi e gli Ebrei.
  • Gabriele Ingegneri, Biblioteca Provincial dos Capuchinhos (Trento), L’Ordine cappuccino e la Provincia di Venezia; l’espansione cappuccina in Austria e Boemia.
  • Tomáš Černušák, Arquivo Regional Morávio de Bruno / Instituto Histórico da Academia de Ciências da República Tcheca, San Lorenzo da Brindisi e la controriforma in Boemia.
  • Bernard Dompnier, Universidade de Clermont-Ferrand, «La somma prudenza ed equità del suo governo». San Lorenzo da Brindisi “prelato”.
  • Michele Cassese, Universidade de Trieste, San Lorenzo da Brindisi e l’opposizione alla riforma luterana. La controversia con Policarpo Leyser.
  • Gerhard Immler, Arquivo de Estado de Munique, San Lorenzo da Brindisi e il duca Massimiliano I di Baviera.
  • José Ángel Echeverría, Universidade de Vitoria-Gasteiz, San Lorenzo e la monarchia spagnola.
  • Jean-Louis Ska, Pontifício Instituto Bíblico, San Lorenzo da Brindisi biblista, l’Explanatio in Genesim.
  • Stefania Nanni, Universidade La Sapienza (Roma), La predicazione di san Lorenzo da Brindisi.
  • Gino Alberto Faccioli, Vicenza, L’immagine teologica di Maria nell’omiletica di san Lorenzo da Brindisi. Tra Scrittura e devozione.
  • Domenico Gobbi, Trento, L’opuscolo De numeris amorosis di san Lorenzo da Brindisi.
  • Valentí Serra, Ateneu Universitário San Paciá (Barcelona), San Lorenzo da Brindisi e il suo significato per la Spagna.
  • Vincenzo Criscuolo, Congregação para as Causas dos Santos, Il processo di canonizzazione di san Lorenzo da Brindisi e la proclamazione a dottore della Chiesa.
  • Francesco Trentini, Universidade Ca’ Foscari (Veneza), San Lorenzo da Brindisi nell’iconografia.

Última modificação em Terça, 12 Novembro 2019 16:00