Ordo Fratrum Minorum Capuccinorum

Log in
updated 1:40 PM CEST, Jun 18, 2019

Em memória de Fr. Maurizio Annoni

No anoitecer de 11 de abril, Fr. Maurizio Annoni, frade capuchinho da Província de Lombardia, voltou à Casa do Pai. Com esta breve memória, desejamos agradecer e bendizer o Senhor por todo o bem que fez na pessoa de Fr. Maurizio, um frade que viveu a sua vocação doando com generosidade a própria existência.

Fr. Maurizio nasceu em Milão, em 4 de abril de 1952, cresceu e foi formado em uma família cristã, e enquanto frequentava o quarto ano da escola média, conheceu os frades capuchinhos na paróquia de Certosa di Garegnano, em Milão. Aí ingressa no grupo de jovens da Associação San Vincenzo de’ Paoli e, desde então, dedica suas forças e seu tempo à disposição dos mais pobres e necessitados. Após o diploma do ensino médio, Fr. Maurizio obtém a láurea em engenharia civil no Politécnico de Milão e, sucessivamente, em 1979, inicia o ano de noviciado em nosso convento de Lovere. Emitirá a profissão temporária em 8 de setembro de 1980, a profissão perpétua em 29 de abril de 1984 e, em 7 de setembro de 1985, receberá a ordenação presbiteral.

De 1994 a 2000, Fr. Maurizio foi Ministro Provincial da Província de Lombardia e, a partir de 2000, foi nomeado Presidente da Obra São Francisco para os Pobres de Milão. E é justamente no serviço aos pobres que Fr. Maurizio investiu os talentos que o Senhor lhe deu: sensibilidade humana, capacidade de escuta, competência técnica e econômica, olhar previdente e atenção aos desafios que surgem das várias transformações sociais. A Obra São Francisco, sob a guia de Fr. Maurizio e dos seus colaboradores, tornou-se um excelente sinal de caridade, onde um dos aspectos do carisma dos frades menores capuchinhos, o de estar ao lado das diversas formas de pobreza e dificuldades, assume forma concreta, em realidades que testemunham os valores da gratuidade e da acolhida. A mesa, os ambulatórios médicos, os banhos, a distribuição de roupas limpas, são os sinais mais evidentes de uma caridade concreta capaz de captar os sinais dos tempos, que soube também interagir e colaborar com outras realidades caritativas e sociais que operam no território.

Fr. Maurizio frequentemente doou suas energias e a sua competência em funções a ele confiadas diretamente pelos Ministros Gerais, de modo particular, as visitas econômicas e os projetos de recuperação relativos a situações financeiras em dificuldade. Além disso, o caro confrade foi membro do Conselho de administração da Saint Francis Foundation, que, a cada ano, distribui um auxílio significativo para os custos da formação inicial em diversas Circunscrições da nossa Ordem.

Muitas pessoas recordarão Fr. Maurizio como amigo e pai espiritual; após horas de trabalho, não era raro vê-lo nos parlatórios do Convento para escutar, confessar, acompanhar pessoas que buscavam conselho e apoio.

E devolvamos todos os bens ao Senhor Deus Altíssimo e sumo e reconheçamos que todos os bens são dele e demos graças por tudo a ele, de quem todos os bens procedem (RnB XVII,17). A vida terrena de Fr. Maurizio foi vivida com o profundo desejo de obedecer a esta exortação de São Francisco de Assis. Uma existência doada ao Senhor e aos irmãos é a mais bela via para dar Glória a Deus. Obrigado, Fr. Maurizio, por ter-nos testemunhado esta beleza, roga ao Senhor por todos os teus frades.

Última modificação em Sexta, 10 Mai 2019 03:37